Símbolo da Acessibilidade na Web  acessibilidade.net

Logotipo e ligação a CERTIC/UTAD

 Símbolo de Acesso  indicando que o  sítio  é capaz de comunicar com o utilizador através de linguagem falada Este sítio pode comunicar com o
utilizador através de um sintetizador de fala

Logotipo do MEC Braille - Marco Electrónico de Correio Braille

Sobre o Braille

O que é o Braille?

Célula braille
Célula Braille

O Braille é um processo de escrita em relevo para leitura táctil, inventado por Luís Braille (1809-1852).

Compõe-se de 63 sinais formados por pontos, a partir dum conjunto matricial idêntico a uma sena de dominó, ao alto.

Com o Braille representam-se os alfabetos latino, grego, hebraico, cirílico e outros, bem como os alfabetos e outros processos de escrita das línguas orientais; escreve-se o texto vocabular, tanto no modo integral como no estenográfico, a matemática, a geometria, a química, a fonética, a informática, a música, etc.

 

Como escrever e ler em BRAILLE

O braille escreve-se com pautas e punções, e também em máquinas dactilográficas especiais.

Pauta Punção Máquina de dactilografia Braille
Pauta Punção Máquina de dactilografia Braille

A escrita pode ainda obter-se por meio de impressoras braille ligadas a computadores assistidos por software apropriado, a partir da digitação do texto ou do seu reconhecimento óptico.

Lê-se em folhas de papel escritas à mão, dactilografadas ou impressas, e em linhas braille incorporadas em terminais de computador.

BrailleNote Impressora Braille
BrailleNote Impressora Braille

Luís BrailleLouis Braille, nascido na França em 1809, aos 3 anos de idade adquiriu a deficiência visual ao ferir-se com um instrumento de trabalho do seu pai que produzia selas.

Aos 10 anos iniciou os seus estudos na Escola para cegos de Paris. Aos 15 anos, Louis Braille dedicou-se a encontrar um sistema que possibilitasse ao cego escrever em relevo, surgindo o sistema que hoje conhecemos como braille.

É curioso constatar que para criar o sistema braille ele inspirou-se nos desenhos em relevo que enfeitavam as selas confeccionadas pelo seu pai, feitos pelo próprio instrumento que o cegou.

Apesar do sistema não ter sido muito aceite no seu tempo, ele evoluiu ao longo dos anos e foi aperfeiçoado, sendo actualmente amplamente utilizado pelos portadores de deficiência visual de todo o mundo para terem acesso à escrita e leitura através do tacto.

Após mais de 150 anos da sua criação, o sistema braille possui um inestimável valor constituindo um contributo essencial aos deficientes visuais.

 

Links sobre o Braille